quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Era um Amar antigo...






um amor que vinha de longe
de vidas e tempos passados
de cheiros e tempestades
da calma que emprestava paz
daquela beleza serena
imensa
igual
uma paixão que  devolvia ao olhar
um sentimento que  envolvia em carinho
uma vida em duas vidas
como se a tua vivesse da minha
e a minha te desse a vida
imortal
irracional
natural
a saudade de velhos olhares
dos sorrisos que aqueciam
do desejo que queimava
das mãos que tocavam
das lembranças que voltavam
enfeitiçadas
embrulhadas
abraçadas
a esperança que regresse
num nascer ou por do sol
aquele amor que não morreu
aquele olhar que ficou
aquele sorriso de quem amou
aquela paixão que nos queimou
nesta vida que voltou

Nani Carvalho


2 comentários:

  1. certos amores que nao se vão
    fica o carinho a saudade, a esperança
    que o olhar desperte aquela paixao
    e que a vida volte a ser criança

    ResponderEliminar

Onde quer que estejas...

"Queria alguém à minha espera num sítio qualquer" Esse alguém podias bem ser tu, que o sítio fosse aquele que ...